Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Álbum de Testamentos

Mulher de muitas paixões e adoro escrever (extensamente) sobre elas.

Músicas Ao Calhas - Bitch

01.jpeg

 

Já que hoje se comemora o Dia Internacional da Mulher, falarei de uma das minhas músicas preferidas com que, julgo eu, todas as mulheres se podem identificar.


"I'm a little bit of everything all rolled into one!"

Não sei praticamente nada sobre Meredith Brooks, a intérprete de Bitch. Esta faixa é uma one-hit wonder dos anos 90, aquele tipo de música que quase toda a gente já ouviu na rádio, mesmo que não conheça os respetivos criadores. Tenho várias músicas assim entre as minhas preferidas. Em termos musicais, é uma faixa pop-rock, com um ritmo algo dançante, alegre, com uma melodia incrivelmente contagiosa, em particular no refrão. Destacaria também o solo de guitarra e a conclusão da música.

Apesar de a parte musical ter um papel importante no processo de aprisionar Bitch na cabeça, a letra é, na minha opinião, o grande ponto forte da faixa. Conforme afirmei acima, esta reflete bem a natureza feminina, multifacetada. Tanto no que toca às nossas variações de humor, sejam estas motivadas pela puberdade, menstruação, gravidez, pós-parto, menopausa, como por, de facto, sermos um pouco de tudo. Todas nós somos amigas e amantes, mães e crianças, anjos e demónios, belas e monstros ao mesmo tempo.



Conheci esta música há mais de quatro anos, numa altura em que andava a fazer imensas montagens de vídeos da Avril Lavigne. Durante algum tempo, andei bastante obcecada com Bitch. Como tal decidi montar um vídeo misturando o videoclipe da música com vídeos da Avril. Por restrições de direitos de autor, só consegui colocar no YouTube o vídeo com a faixa instrumental como bansa sonora. Um aparte só para comentar que o vídeo tem ganho inúmeras visualizações nos últimos momentos, por um motivo qualquer. Afinal de contas, a Avril é uma das minhas mulheres preferidas (juntamente com a minha mãe, a minha irmãzinha e a minha avó) e sempre abraçou a sua natureza multifacetada. Gostava que, um dia, fizesse um cover desta música. Até porque Smile acaba por ter várias semelhanças com Bitch - para além da óbvia parte do "crazy bitch", ambas falam sobre sermos aceites pelo homem que amamos tal e qual como somos.

Embarcando no espírito do dia de hoje, todas nós, mulheres, somos assim. Somos complexas. Somos lutadoras, tivemos de nos bater pelos nossos direitos, sendo um dos mais importantes o direito de escolhermos a vida que bem entendermos - e isso tem imensas ramificações. E continuamos a lutar por isso. Podemos até, em certas alturas, ser alegres, carinhosas, sensuais e, aparentemente, submissas mas é preciso terem cuidado connosco pois rapidamente nos tornamos más, caprichosas, ciumentas, carentes, exigentes, mimadas, choramingas. Não pedimos desculpa por isso! E não deixamos de ser lindas à nossa maneira. É sobre isso que Bitch fala.
 
Concluo esta entrada com as palavras do ilustre filósofo contemporâneo Bugs Bunny: cada mulher é uma bruxa por dentro. E eu acrescento que cada mulher é, igualmente, uma deusa por dentro. Feliz Dia Internacional da Mulher!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Sofia

    Claro, a maior parte das pessoas é̶ ̶n̶o̶r̶m̶a̶l, ...

  • Simple Girl

    Li esta análise (e a primeira parte), não costumo ...

  • Sofia

    Missão cumprida, ah ah! Piadas à parte, não é prec...

  • Anónimo

    eu estou completamente v-i-c-i-a-d-o nas suas anal...

  • Anónimo

    Nada, eu que agradeço por você analisar tão bem. S...

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Segue-me no Twitter

Revista de blogues

Conversion

Em destaque no SAPO Blogs
pub